sexta-feira , 22 novembro 2019

Sem boas ondas, etapa do Taiti só deve ser retomada na segunda-feira

Condições climáticas seguem desfavoráveis para a realização da competição, que teve lay day nesta quinta. Cinco brasileiros disputam a quarta fase em Teahupoo

A cultuada etapa do Taiti do Circuito Mundial, realizada no mar de Teahupoo, segue à espera de boas ondas, dos famosos tubos. Com as condições climáticas no local da sétima disputa da temporada 2015 divulgada nesta quinta-feira pela organização do evento, a previsão é de que a competição só volte a ser disputada na segunda-feira, iniciando com as baterias restantes da terceira fase. A organização da Liga Mundial de Surfe (WSL) decretou mais um lay day nesta quinta-feira. Mas ainda há tempo de sobra, já que a janela para a realização do campeonato vai até terça-feira. Uma nova chamada para tentativa de colocar os surfistas na água será feita nesta sexta-feira, às 14h30 (de Brasília).
– As condições melhoraram um pouco em relação ao dia de ontem (quarta-feira), pois está vindo um novo swell de sudoeste. Mas o vento não está bom ainda. Nós não vamos fazer rolar baterias agora e voltaremos na sexta-feira para uma nova chamada. Estamos rastreando um swell decente para os próximos dois dias e um grande swell para os dois últimos dias da janela – afirmou comissário da WSL, Kieren Perrow, deixando claro que vale a pena esperar até segunda-feira para fechar o campeonato nas chamadas condições épicas em Teahupoo.
Mar de Teahupoo segue sem boas ondas nesta quinta-feira
Entre os brasileiros na disputa estão Gabriel Medina, Ítalo Ferreira e Bruno Santos, que se enfrentam na mesma bateria na quarta fase. Os outros são Filipe Toledo, adversário dos australianos Kai Otton e Owen Wright, e Wiggolly Dantas, surfando contra o espanhol Aritz Aranburu e o vencedor do confronto entre os também australianos Josh Kerr e Adrian Buchan.
Atual líder do Circuito, Adriano de Souza, o Mineirinho, foi eliminado na terceira fase pelo amigo Bruno Santos, campeão da etapa em 2008 e um dos convidados deste ano. Jadson Andre também caiu no duelo com Ítalo.

Quando a etapa for reiniciada, os australianos Josh Kerr e Adrian Buchan serão os primeiros a cair no mar de Teahupoo. Onze vezes campeão do mundo, Kelly Slater encara o havaiano Sebastian Zietz na bateria seguinte. Jeremy Flores (FRA) x Joel Parkinson (AUS) e Julian Wilson (AUS) x CJ Hobgood (EUA) completam a terceira fase.
CONFIRA AS BATERIAS DA 3ª FASE
1. Filipe Toledo (BRA) 16.97 x 12.50 Brett Simpson (EUA)
2. Bede Durbidge (AUS) 12.00 x 13.13 Kai Otton (AUS)
3. Owen Wright (AUS) 18.23 x 15.70 Dusty Payne (HAV)
4. Italo Ferreira (BRA) 16.10 x 9.83 Jadson André (BRA)
5. John John Florence (HAV) 18.84 x 19.00 Gabriel Medina (BRA)
6. Adriano de Souza (BRA) 13.70 x 16.20 Bruno Santos (BRA)
7. Mick Fanning (AUS) 6.67 x 15.17 Aritz Aranburu (ESP)
8. Wiggolly Dantas (BRA) 16.83 x 8.66 Matt Wilkinson (AUS)
9. Josh Kerr (AUS) x Adrian Buchan (AUS)
10. Kelly Slater (EUA) x Sebastian Zietz (HAV)
11. Jeremy Flores (FRA) x Joel Parkinson (AUS)
12. Julian Wilson (AUS) x CJ Hobgood (EUA)
QUARTA FASE PERTO DA DEFINIÇÃO
1. Filipe Toledo (BRA) x Kai Otton (AUS) x Owen Wright (AUS)
2. Italo Ferreira (BRA) x Gabriel Medina (BRA) x Bruno Santos (BRA)
3. Aritz Aranburu (ESP) x Wiggolly Dantas (BRA) x ganhador da bateria 9 da 3ª fase
4. Ganhador da bateria 10 x ganhador da bateria 11 x ganhador da bateria 12
Fonte: G1 Globo
Tags: mundial de surf Gabriel Medina Taiti Competição Teahupoo Ondas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

COPYRIGHT 2016 SINDIGRAFICOS-ES. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
WEBMASTER: ALEXANDRE TORRES